Total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de março de 2014

Lú, Amor Eterno

Caros,

há um ano, abri uma exceção na temática do blog para homenagear meus pais, pois minha mãe havia falecido naquele dia, 11 de março de 2013.

Nas fotos que ilustram a postagem, aparecia a minha única e Amada Filha Luísa, junto ao meu pai e minha mãe. Infelizmente, em 30 de janeiro último foi justamente a Lú que se foi. Ficamos primeiro completamente chocados, depois foi a dor lancinante e a maior tristeza que pais podem sentir.

Estamos lutando para, no tempo possível, transformar a tristeza em saudades.

Lú, no dia de Natal de 2014

Viveremos, eu e Miriam, minha esposa, para honrar e homenagear a nossa Linda Lú, que tanto nos ensinou de Amor, Solidariedade, Respeito e Caridade. Agora ela enfeita o Paraíso com a sua Luz e Amor. 

Hoje seria o 14º aniversário da Lú; eu não poderia deixar passar a data sem postar algo aqui no blog. A mensagem abaixo é um carinho de Pai, do fundo do meu coração.

Oi Linda,

hoje você completaria catorze anos - e mamãe e eu te encheríamos de beijos, como sempre fizemos. De um jeito diferente, vamos continuar te mandando todos os beijos e abraços e carinhos, Amor eterno.

Bom, agora você está no Paraíso, será que você vai comemorar? Espero que sim! Escolhemos flores lindas para você, Anjo. Hoje em tua homenagem vamos plantar uma cerejeira na casa da tua prima querida Sofia, da Tia Monica e do Tio Samir. Não vejo a hora dela florescer, vai ficar tão bonita!

Lú, preparamos com muito Amor esse pequeno vídeo, destacando momentos legais da tua inesquecível, porém tão breve passagem por aqui. Escolhemos essa música porque, além de muito bonita, a letra diz tanto sobre nós, Filha, veja só:

I read your letter, I got it just the other day...
You seem so happy, so funny...how time melts away
It's such a pleasure, to see you growing
And how you sending your love to the air today

I think of Heaven...each time I see you walking there
And as you're walking, I think of children everywhere
It's in your star sign...you growing stronger
I can't believe you...so good to care

Thru' enchantment, into sunlight
Angel's touch...your eyes...
Your highness...electric...so surprise
Is this your first life...?
It seems as though you have live before
You help me hold on...
You have a heart like an open door
You sing so sweetly...my love adores you
She does, she's thinking of you right now
I know...

The summer's coming...
I'll keep in touch so you're not alone
Then like the swallow, you'll fly away like birds have flown
So let me tell you...how much I Love You
I'd make the songbirds sing... for you again...

Well now it's goodnight...
Sweet Angel...read this letter...
Well...

Lú, esperamos que você goste. Amamos você desde sempre - e para sempre.

video

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Maverick GT: quarenta anos hoje!

Caros,

há exatos quarenta anos, o meu Maverick GT saía da linha de montagem da Ford. A hora exata não tenho como saber (seria mesmo um exagero, convenhamos), mas foi no dia 13 de dezembro de 1973 que o carro foi fabricado. O chassis comprova ano e mês, da seguinte forma:
L (Brasil)
B (São Bernardo do Campo)
5E (Cupê GT)
N (1973)
E (Dezembro)

O dia exato da produção do carro está registrado na plaqueta de identificação fixada no batente da porta do motorista, da qual constam as seguintes informações:
Peso 1260 kg
Motor R (V8 302)
Ano Modelo 74
Carroceria 62D (Maverick cupê GT)
Cor XO (Laranja Mandarin)
Estofamento A (preto)
Data 13 (dia de produção)
Eixo S (relação de diferencial 3,07:1)
Transmissão D (convencional - 4 velocidades - alavanca no assoalho)

O carro, em 15 de novembro de 2006, quando comprei, e após a restauração (fotos feitas pelo Fabio Aro, deixaram o carro melhor do que é):

Já era bem bonito, mas com vários aspectos a serem corrigidos

Depois de todos os ajustes ficou bem melhor

 Além dos cabos de velas vermelhos, muita confusão no cofre

Cofre exatamente do meu gosto

 Retrovisores e frisos desgastados e escape 8x2 muito barulhento

Retrovisores e frisos novos, parachoques polidos e novo escape 8x2


Bancos Procar, alavanca de câmbio e instrumentos em má posição

Tudo corrigido. Preferi usar couro ao invés do vinil nos bancos

Uma curiosidade, os documentos que vieram junto com o carro mostram que o dono anterior o comprou em 1992. Navegando na Internet, descobri que o carro participou de um encontro na Zona Norte de São Paulo em 2004:



Logo, resta homenagear o carro com esta postagem. Pensei em sair com ele para comemorar, mas justo em uma sexta-feira 13... Melhor não arriscar, saio com ele amanhã, que é sábado!

Abraços.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Charger R/T 72: atualização 13

Caros,

há um bom tempo não trago notícias do R/T 72 Branco Polar. Pois bem, tenho algumas novidades interessantes.

O motor em junho de 2011. O chicote desapareceu

 O motor em 30 de outubro de 2013

 O alternador também desapareceu
 
O motor foi refeito nas especificações originais, exceto o comando e a compressão

A mecânica vem em boa evolução. As suspensões estão instaladas, tudo novo. Estão prontos para a montagem no carro, além do motor, o câmbio, a embreagem e o diferencial.

Suspensão dianteira direita em Junho de 2011 

Parte da suspensão dianteira esquerda em Outubro de 2013

Travessa da suspensão dianteira em Junho de 2011

Travessa da suspensão dianteira restaurada

 Câmbio devolvido às condições de novo

Decidi que o carro vai mesmo usar o DFV 446 que retirei do R/T 79 e que ficou muito bonito depois de ser restaurado. Vamos torcer para que funcione bem; vai ser interessante comparar o desempenho do carro, câmbio mecânico, sem ar condicionado, com o dos dois outros R/Ts, ambos com câmbio automático e ar condicionado: o 78 Castanho Trípoli, que é totalmente original exceto pelo carburador Holley Bijet, e o R/T 79 Bege Cashmere/Marrom Sumatra, que tem algumas alterações no motor (Holley Quadrijet, comando, maior taxa de compressão).

A próxima postagem deverá mostrar todo o conjunto mecânico no lugar. Em paralelo, chegaram muitas peças de acabamento. O vinil está pronto para ser instalado, o painel foi restaurado pelo Fábio Jonas e ficou muito bonito. Quando a montagem mecânica terminar e o carro for transportado para a Danilo's Mopar Garage, já encontrará bastante coisa para ser instalada.

Abraços.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Charger R/T 79: nas ruas

Caros,

o Charger R/T 79 ficou pronto para rodar na última sexta-feira, véspera do X MoPar Nationals. Devo a presença dele no evento aos esforços do Alaor Caldana, que foi luxuosamente auxiliado pelo Richard Ritterbeck e pelo Danilo Sanchez na reta final.

O carro ainda não está pronto. Falta cromar os parachoques, preparar e polir as lanternas traseiras e os frisos das caixas, instalar as pestanas das portas e recuperar o painel de instrumentos, além de uma boa higiene interna.

No início da semana, eu já estava resignado a não ir ao MoPar, pois faltava ainda bastante coisa. Tanto que decidi que, se o carro ficasse pronto, eu iria apenas no sábado.

O cofre já terminado. A bateria "Thundercat" não suportou e já foi substituída por uma Heliar

Na noite do dia 12, quarta-feira, o Danilo se dispôs a aplicar os filetes que dividem o Bege Cashmere e o Marrom Sumatra e os frisos das caixas de ar. Com o Richard, conseguiram fazer um excelente trabalho, gostei muito. Também foram instaladas as Opera Windows, item fundamental para a originalidade do R/T 79.
Danilo aplicando os filetes

Uma inesperada folga na luva do cardã e um desgaste em alguns componentes do diferencial tornaram a quinta-feira tensa, obrigando o Alaor a trabalhar dobrado a tempo de fazer o possível para que o carro pudesse ir rodando ao MoPar.

Na sexta, alinhamento, revisão elétrica nas luzes externas, buzina e substituição da bateria. O carro finalmente ficou em condições de rodar.

E o R/T 79 foi devolvido às características originais

Parachoques e lanternas traseiras ainda longe do ideal

Opera Windows no lugar

Rodas diamantadas e polidas, pneus novos

 Emblemas novos

Gostei muito do acabamento dos filetes

 Aguardando colocar o toca-fitas original e o acabamento de madeira no painel

 O estado dos bancos e das laterais foi um dos grandes atrativos no momento da compra do carro

 Alaor, responsável por toda a mecânica, com Richard e Danilo

Então, temos de volta um R/T 79 nas especificações de fábrica, exceto por alguns melhoramentos no motor (Quadrijet Holley 600CFM, comando 270°, tuchos mecânicos). O curioso é que, em todas as fotos que vi do carro, mesmo algumas que me parecem ser dos anos 80, ele aparece com as janelas laterais de Magnum e os frisos nas caixas de rodas. Como adiantei na postagem de fevereiro, é impossível saber se o carro teria sido encomendado daquela maneira, ou se seriam modificações de concessionária. Desse modo, melhor voltar mesmo às especificações de fábrica.

O carro roda macio e confortável, diferente do meu R/T 78 Castanho Trípoli, que é mais firme. Como foi a primeira vez que saí com o carro, tratei de apenas passear, sem forçar. A aceleração ainda não avaliei, mas a retomada mesmo usando meio acelerador é bem interessante, com bastante torque em baixas rotações, exatamente como eu havia pedido ao Alaor.

Como seria de se esperar, alguns detalhes precisam ser acertados na mecânica. Assim, amanhã o carro volta para a oficina do Alaor. Em poucos dias o carro deverá estar perfeito dinamicamente.

Abraços.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Charger R/T 79: atualização 03

Caros,

vamos atualizar o estado do glorioso Pudim, começando pelo motor.

Assim era a aparência quando comprei o carro, em fevereiro deste ano:
Excesso de cromados (em péssimo estado), DFV desregulado, vazamentos em geral e uma borra de óleo que fazia lembrar o apelido do carro

Assim está agora:
Novos pistões, comando, tuchos mecânicos, coletor de admissão Holley Performer, selos de latão. A alimentação será assegurado por um Holley 4150 (600 CFM) mecânico, na receita do Alaor. O DFV foi restaurado e ficou tão bonito que vai alimentar o Polar

Freios, direção hidráulica e câmbio automático revisados

Rodas e pneus em fevereiro:
Rodas riscadas, sem brilho. Os pneu Firestone F-560 205/70-14 estavam ressecados. O dianteiro direito já estava rasgado

Rodas e pneus agora:
As rodas foram polidas, diamantadas e pintadas e agora estão calçadas com Pirelli P400 195/70-14 zero

O Daniel Sanabria fez um belo serviço na elétrica, ainda não registrado nas fotos do cofre. Agora falta pouco, pintura das Opera Windows e ajustes gerais. Não vou conseguir deixar ele como quero para o MoPar, mas acredito que ele estará presente na festa, afinal, será o ano da linha Emoção 79.

Abraços.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Charger R/T 79: atualização 02

Caros,

Quando comprei o R/T 79, considerei o estado geral bem interessante, mas havia uma faixa pintada em Marrom Sumatra abaixo da linha de cintura do carro que me incomodava muito; decidi, então, refazer a pintura das laterais, eliminando assim a malfadada faixa, retratada abaixo:

Acho que nunca vou entender essas faixas

Ocorre que achei a pintura em Marrom Sumatra um pouco mais escura do que deveria; como resolvi retirar o motor para revisão geral e algumas melhorias, aproveitei para também melhorar e pintar o cofre. Como a tinta ali seria Marrom Sumatra mesmo, decidi pintar o carro inteiro.

O Rafael Arruda estava pintando o R/T 72 Polar e depois já tinha compromisso de pintar o Le Baron 79 Sumatra do Claret. Assim, deixei a pintura do R/T 79 com o Herbert Corazza. 

O resultado também foi muito bom, recomendo a vocês que considerem uma consulta ao Herbert caso precisem de pintura.

Cofre pintado, agora o entorno da plaqueta está bem bonito 

Lateral direita do cofre do motor

Havia ferrugem na lateral esquerda do cofre

Acabamento em preto do painel dianteiro

Marrom Sumatra no tom correto

As venezianas corretas estão em preparação

Agora um R/T 79 correto no esquema de pintura

Estou começando a gostar dessa frente

A roda de alumínio está guardada

Lateral direita lisa

 Gostei bastante do resultado 

 Emblema da Chambord Auto no lugar errado, vou corrigir

 Nova tampa de combustível a caminho

Por isso que é apelidado de Pudim

Amanhã o carro deve seguir para a oficina do Alaor Caldana, para a montagem do motor e do câmbio, que foram devidamente revisados. As suspensões também serão revisadas.

Abraços.